Horário: Seg a Sex - 08:00 às 19:00 / Sab - 08:00 às 12:00


  Contato : (61) 3263-0833 / (61) 3263-0834 / (61) 99257-6671

Jovens estão mais suscetíveis ao aparecimento de acne

O aumento dos hormônios androgênicos provoca o surgimento da acne

O aparecimento da acne ou, comumente chamada de espinhas, se dá em maior frequência na adolescência e é ocasionado devido o aumento dos hormônios androgênicos, que por sua vez aumentam as glândulas de secreção sebácea. As obstruções nos canalículos pilosebáceos por sebo e por células da parede folicular (hiperqueratinização) são a principal causa da acne. Associadamente ocorre um processo inflamatório desencadeado pelo extravasamento desse sebo na derme e pela infecção secundária pela bactéria Propionibacterium acnes.

A médica dermatologista, Ana Regina Trávolo, explica que há casos em que a alimentação também pode provocar o surgimento da acne. “Alimentos hipercalóricos podem piorar a acne em muitos pacientes. Todavia, isso é individual. Muitos pacientes não apresentam alteração na sua acne com a dieta”, observa a médica e ressalta ainda que cada paciente deve ser avaliado caso a caso.

Quando a acne não tem o cuidado adequado, pode gerar infecções mais graves, como a formação de verdadeiros nódulos com secreção purulenta na face e o surgimento de febre e mal estar.

A dermatologista diz que o tratamento mais efetivo para acne hoje é o medicamento isotretinoína, mais conhecido como Roacutan. Esse medicamento leva a uma atrofia das glândulas sebáceas e estabiliza a parede dos folículos, impedindo a sua obstrução. “O medicamento consegue curar a acne na maioria dos casos, porém podem ser utilizados também antibióticos tópicos e por via oral e medicamentos antiacneicos tópicos, como o ácido azelaico, o adapaleno, o peróxido de benzoíla e a tretinoína”, orienta a Dra. Ana Regina da Clínica Monte Parnaso.

Juntamente com o tratamento do medicamento podem ser feitas limpezas de pele para eliminar os cravos, peelings e lasers (como o Spectra) para o clareamento das manchas e a diminuição do processo inflamatório. “Após o término do tratamento, caso fiquem cicatrizes, podemos utilizar tratamentos como Laser (Dual Deep Co2), preenchimentos e microagulhamento para a correção das mesmas”, completa a médica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *