Horário: Seg a Sex - 08:00 às 19:00 / Sab - 08:00 às 12:00


  Contato : (61) 3263-0833 / (61) 3263-0834 / (61) 99257-6671

All Posts Tagged: Pele

Portal Bernadete Alves: Suplementos e esteroides podem causar reações na pele

Os suplementos alimentares são preparações destinadas a complementar a dieta e fornecer nutrientes, como vitaminas, minerais, fibras, ácidos graxos ou aminoácidos, que podem estar faltando ou não no organismo. Os mais populares habitualmente são compostos por aminoácidos do soro do leite, contendo também vitaminas, peptídeos bioativos e carboidratos. A ingestão desse complemento nutricional pode causar reações adversas na pele, queda de cabelo, foliculite e acne. O alerta é da Especialista em Dermatologia, Ana Regina Trávolo, membro da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia.

A médica explica que os suplementos podem causar acne por diversos fatores: primeiramente pelo estímulo direto das proteínas do soro do leite; a presença de carboidratos resulta em um alto índice glicêmico, ocasionando a formação de acne devido ao aumento de IGF-1 causado pela hiperinsulinemia; além disso, as vitaminas do complexo B também aumentam a oleosidade da pele, contribuindo para o maior aparecimento da acne. “É comum o aumento da acne, tanto como aparecimento de novas lesões, quanto na piora de quadros pré-existentes, principalmente no rosto e no tronco’, alerta a médica Ana Regina Trávolo,da Clínica Monte Parnaso.

A Dra. Ana Regina diz que em virtude das manifestações cutâneas frequentes, o dermatologista muitas vezes é o primeiro médico a ser procurado pelos pacientes. “Devemos estar preparados não só para tratar as lesões cutâneas, mas verificar outras manifestações clínicas e sintomas que possam sugerir outras complicações sistêmicas e riscos para a saúde destes pacientes. Caso necessário, exames laboratoriais podem ser solicitados Os esteroides podem também resultar em agressividade, insuficiência hepática e infertilidade”, alerta a especialista.

Pessoas que buscam melhorar a performance esportiva ou ter ganho de massa muscular rápido e intenso, a dermatologista alerta para tomar cuidado com o esteroide androgênico, principalmente o Stanozolol, Oxandrolona e Nandrolona. “Estes compostos possuem ação androgênica podendo resultar em vários efeitos colaterais na pele, como: Aumento do tamanho e da função glândulas sebáceas, resultando em oleosidade da pele e do cabelo; Acne resistente aos tratamentos e com caráter mais grave (acne fulminas). Estima-se que a acne ocorra em até 40% dos usuários; Alopecia (queda de cabelo); Hirsutismo (aumento de pelos pelo corpo); Rosácea; Piora da dermatite seborreica (seborreia); Estrias devido ao aumento do tecido muscular e diminuição da elasticidade da pele; Foliculite e furunculose; Predisposição a formação de cistos; e Predisposição a queloides (pelo aumento da síntese de colágeno tipo 1).

Nos pacientes que tenham caso clínico de acne e apresentem piora do quadro com o uso do suplemento Whey Protein, Dra. Ana Regina aconselha parar o uso e recomenda substituir por produtos que apresentem baixo índice glicêmico, que não tenha adição de vitaminas do complexo B e que não contenha proteína do leite. “O paciente tem a possibilidade de adquirir suplementos proteicos derivados de outras fontes, como carne, soja e ervilha”, orienta a dermatologista. Mais informações sobre os suplementos que podem causar problemas na pele, pelo telefone 3263-0833.

Texto publicado no site: http://www.bernadetealves.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=3042:coluna-bernadete-alves-dia-24072017&catid=4:bernadete-alves

 

Saiba mais

Portal Finíssimo: Saiba quais os benefícios do colágeno para a beleza da pele

Em nosso organismo é encontrada uma proteína abundante denominada colágeno, que corresponde a até 30 por cento das proteínas do organismo. Entre os locais com maior concentração de colágeno temos os músculos, ossos, pele, vasos sanguíneos e o sistema digestivo.  As proteínas de colágeno são constantemente renovadas e, em se tratando da pele, elas são responsáveis por sua elasticidade e maior resistência.

Alimentação adequada e fatores que favorecem a qualidade de vida são fundamentais para manter a produção dessas moléculas, visto que situações adversas podem interferir na produção de colágeno. Assim o stress, a falta de nutrientes e a deficiência de vitamina C, podem resultar em defeitos na síntese do colágeno.

De acordo com o médico dermatologista Luciano Morgado, a produção de colágeno ocorre com maior eficiência até os 30 anos de idade. Após essa faixa etária, por conta do desenvolvimento do envelhecimento, a produção de colágeno fica mais restrita. Dessa forma, torna-se necessário o seu consumo paralelo, a fim de repor essa proteína no corpo. ”A produção de colágeno diminui gradativamente, com variações individuais, resultando em acentuação das rugas e dos sulcos e também em fragilidade articular e óssea. Estima-se que a partir dos 50 anos apenas 35% do colágeno necessário para os órgãos de sustentação é produzido pelo organismo”.

São vários os benefícios do colágeno para o corpo. Na pele, os mais encontrados são o tipo I e o tipo IV, sendo responsáveis, junto com as fibras elásticas, pela firmeza e elasticidade da pele. A sua deficiência pode resultar em uma pele mais frouxa e flácida, com acentuação das rugas e sulcos da pele.

Com o caminhar da idade, a saída é buscar outras formas para adquirir o colágeno para a pele. Entre as possibilidades, estão os cremes que possuem entre os seus componentes o colágeno e a elastina, tendo importante função hidratante para a pele. “Por via oral, os mais utilizados são os colágenos hidrolisados, de mais fácil absorção. Esses produtos podem ajudar no tratamento de flacidez e rugas na pele. Todavia, importante frisar que isolados não fazem milagre, devendo ser usados em conjunto com outros métodos terapêuticos antirrugas e antienvelhecimento e que são mais um item que pode contribuir para a melhora da pele”, completa o médico da Clínica Monte Parnaso.

Texto publicado no site: http://finissimo.com.br/2017/05/25/saiba-quais-os-beneficios-do-colageno-para-a-beleza-da-pele/

Saiba mais

Portal Comunidade Vip: Uso de suplemento e esteroides pode causar reações adversas na pele

Fique atento aos componentes da suplementação que podem causar queda de cabelo, foliculite e acne

Os suplementos alimentares mais populares habitualmente são compostos por aminoácidos do soro do leite, contendo também vitaminas, peptídeos bioativos e carboidratos. A ingestão desse complemento nutricional pode causar reações adversas na pele, como alerta a dermatologista da Clínica Monte Parnaso, Ana Regina Trávolo. “É comum o aumento da acne, tanto como aparecimento de novas lesões, quanto na piora de quadros pré-existentes, principalmente no rosto e no tronco’, alerta a médica.

Os suplementos podem causar acne por diversos fatores: 1- primeiramente pelo estímulo direto das proteínas do soro do leite. 2- a presença de carboidratos resulta em um alto índice glicêmico, ocasionando a formação de acne devido ao aumento de IGF-1 causado pela hiperinsulinemia. 3- Além disso, as vitaminas do complexo B também aumentam a oleosidade da pele, contribuindo para o maior aparecimento da acne.

Cuidados

Nos pacientes que tenham caso clínico de acne e apresentem piora do quadro com o uso do suplemento Whey Protein, é aconselhável parar o uso. O ideal   substituir por produtos que apresentem baixo índice glicêmico, que não tenha adição de vitaminas do complexo B e que não contenha proteína do leite. “O paciente tem a possibilidade de adquirir suplementos proteicos derivados de outras fontes, como carne, soja e ervilha”, orienta a dermatologista Ana Regina.

Vilão

Outro vilão bastante utilizado pelas pessoas que buscam melhorar a performance esportiva ou ter ganho de massa muscular rápido e intenso é o esteroide androgênico. Entre os mais comuns desta classe podemos citar o Stanozolol, Oxandrolona e Nandrolona.

Estes compostos possuem ação androgênica podendo resultar em vários efeitos colaterais na pele, como:

1-      Aumento do tamanho e da função glândulas sebáceas, resultando em oleosidade da pele e do cabelo.

2-      Acne resistente aos tratamentos e com caráter mais grave (acne fulminas). Estima-se que a acne ocorra em até 40% dos usuários.

3-      Alopecia (queda de cabelo)

4-      Hirsutismo (aumento de pelos pelo corpo)

5-      Rosácea

6-      Piora da dermatite seborreica (seborreia)

7-      Estrias devido ao aumento do tecido muscular e diminuição da elasticidade da pele.

8-      Foliculite e furunculose

9-      Predisposição a formação de cistos

10-  Predisposição a queloides (pelo aumento da síntese de colágeno tipo 1)

Dessa forma, em virtude das manifestações cutâneas frequentes, o Dermatologista muitas vezes é o primeiro médico a ser procurado por estes pacientes. “Devemos estar preparados não só para tratar as lesões cutâneas, mas verificar outras manifestações clínicas e sintomas que possam sugerir outras complicações sistêmicas e riscos para a sáude destes pacientes. Caso necessário, exames laboratoriais podem ser solicitados Os esteroides podem também resultar em agressividade, insuficiência hepática e infertilidade”, completa Dra. Ana Regina.

Corpo Clínico

Dra. Ana Regina Franchi Trávolo – Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD); membro titular da SBD; membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica – SBCD; membro da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia; membro da InternationalAssociationofAesthetic Medicine; graduada em Medicina pela Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto – FAMERP e fellow em Dermatologia e Laser pelo Hospital Ramon Cajal, na Espanha.

Dr. Luciano Ferreira Morgado – Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD); membro titular da SBD; membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica – SBCD; membro da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia; membro da InternationalAssociationofAesthetic Medicine; pós-graduado em Cirurgia Dermatológica, Laser e Dermatologia Estética pela FM-ABC São Paulo; graduado em Medicina pela UnB e mestre em Terapia Fotodinâmica com Nanotecnologia pela Universidade de Brasília.

Texto publicado no site: http://cmnddevip.com.br/2017/07/21/uso-de-suplementos-e-esteroides-pode-causar-reacoes-adversas-na-pele/

Saiba mais

Rádio CBN Brasília – Saiba quais são os benefícios do colágeno para a beleza da pele

Saiba mais