Horário: Seg a Sex - 08:00 às 19:00 / Sab - 08:00 às 12:00


  Contato : (61) 3263-0833 / (61) 3263-0834 / (61) 99257-6671

Tratamento das sardas brancas – Leucodermia Gutata

A leucodermia gutata é caracterizada por manchas claras, com tamanhos variando de 1 a 5 milímetros, que surgem com mais frequência nas pernas e braços e são popularmente conhecidas como “sardas brancas”. As lesões são decorrentes do dano provocado pelo sol ao longo da vida.

Durante muito tempo foi comum ouvir dos médicos que estas manchas não tinham tratamento, sendo recomendada apenas a proteção solar para evitar maior acúmulo de dano à pele, o que poderia estimular o surgimento de novas lesões.

A medicina evoluiu e novas técnicas de tratamento de lesões cutâneas foram sendo descobertas e utilizadas para as mais diversas finalidades. Uma delas, a criocirurgia com nitrogênio líquido, mostrou bons resultados no tratamento das sardas brancas. Todavia, a técnica mais recente e que demonstrou melhores resultados no tratamento das sardas brancas, com maior porcentagem de recuperação, foi a MMP® – Microinfusão de Medicamentos na Pele.

Na MMP®, com equipamento automático com microagulhas, o medicamento é injetado individualmente em cada sarda branca, ao mesmo tempo que se realiza um delicado microagulhamento no local. A dor do procedimento é suportável. Forma-se um leve orvalho sanguíneo nas lesões tratadas. Em seguida, formam-se pequenas crostas no local, que caem em uma a duas semanas. Normalmente são necessárias três sessões com intervalos de 30 dias. A pele nas lesões tratadas tende a voltar com maior pigmentação, mais similar à pele normal. Com o passar do tempo algumas leucodermias podem recidivar, sendo necessárias novas sessões de tratamento.