Horário: Seg a Sex - 08:00 às 19:00 / Sab - 08:00 às 12:00


  Contato : (61) 3263-0833 / (61) 3263-0834 / (61) 99257-6671

Tratamento de Onicomicose (micose de unha) com laser

A onicomicose (micose das unhas) é uma infecção que atinge as unhas, causada por fungos que se “alimentam” de queratina, substância que forma as unhas. As fontes de infecção podem ser o solo, animais, outras pessoas ou alicates e tesouras contaminados.

As unhas mais comumente afetadas são as dos pés, pois o ambiente úmido, escuro e aquecido, encontrado dentro dos sapatos e tênis, favorece o crescimento dos fungos. Além disso, o crescimento mais lento das unhas dos pés dificulta a eliminação da micose.

Manifestações clínicas

Entre as principais manifestações clínicas das onicomicoses podemos citar:

  • Descolamento da unhas (onicólise), geralmente iniciando pelos cantos, tornando-se ocas.
  • Alteração de coloração: as bordas de descolamento da unha adquirem coloração amarelada ou esverdeada.
  • Espessamento da unhas, que tornam-se mais endurecidas e grossas. Em alguns casos a unha pode adquirir uma curvatura acentuada, chamada e “unha em telha”, ocasionando dor.
  • Manchas brancas na superfície da unha, denominando-se esta situação de onicomicose branca superficial.
  • Destruição e deformidade: neste casos as unhas ficam frágeis, quebradiças e acabam por se deformar.
  • Paroníquia: esta situação traduz-se pelo contorno ungueal inflamado, dolorido, inchado e avermelhado, o que leva a alteração da formação da unha. Trata-se de quadro que pode ocorrer isolado ou associado à infecção fúngica da unha. É habitualmente desencadeado pelo arrancar da cutícula em pessoas que molham muito as mãos, favorecendo a penetração de fungos e bactérias na pele do contorno ungueal.

Tratamentos

Os principais tratamentos das onicomicoses baseiam-se na utilização associada de antifúngicos tópicos e por via oral.

Entre os antifúngicos tópicos temos as soluções (aplicadas diariamente) e os esmaltes, que podem ser utilizados de 1 a 3 vezes por semana. Há necessidade de disciplina para o uso adequado destas medicações.

Os antifúngicos orais mais utilizados são o fluconazol, itraconazol e terbinafina. São ingeridos diariamente ou em forma de pulsos por um período de 3 a 6 meses. Alguns pacientes, em virtude de já utilizarem diversas medicações, ou pelo fato de possuírem distúrbios hepáticos ou renais, podem não ser candidatos ao tratamento com estas medicações. Por sua vez, o uso isolado das medicações tópicas não se mostra eficaz na maioria dos casos, a não ser em casos leves e iniciais.

Para estes pacientes, o tratamento com laser pode ser uma boa opção.

Procedimento

No procedimento com laser são utilizados os laser de ND Yag  Spectra ou Fotona. Com o laser Spectra é possível uma combinação do modo q switched com o pulso longo (Spectra Mode), de forma a se atingir maior eficácia em casos mais resistentes. A aplicação do laser desde a região da matriz até a borda ungueal promove um aquecimento progressivo dos tecidos, resultando na morte dos fungos, sem danificar a unha ou a pele.

Não há necessidade de anestesia, sentindo-se apenas um leve desconforto com aquecimento leve na hora da aplicação. Habitualmente são realizadas entre 04 a 06 sessões, com intervalos de 15 dias. A melhora da unha é gradual e progressiva, ocorrendo de acordo com o crescimento da unha. A eficácia do tratamento varia de 70 a 90 %, a depender de fatores individuais e da resistência dos fungos.

Após a melhora, é importante manter os cuidados locais e o uso de antimicóticos tópicos, uma vez que as recidivas nas onicomicoses são frequentes. Cuidados como manter os pés e unhas secos, evitar as meias sintéticas e o uso de sapatos fechados e abafados por muito tempo, rodízio de sapatos e uso de sprays antissépticos nas meias e calçados ajudam na manutenção dos resultados.