Terapia Fotodinâmica – Aktilite

A terapia fotodinâmica é um dos tratamentos mais eficazes e modernos para lesões pré-cancerosas e alguns tipos de câncer da pele superficiais. Esse tratamento não substitui a cirurgia e não serve para o câncer da pele mais profundo e recidivado. Chama-se terapia fotodinâmica porque utiliza um medicamento em creme que é ativado por uma luz vermelha, promovendo a eliminação direcionada das lesões pré-cancerosas e do câncer de pele superficial.

Antes da aplicação é importante lavar e remover qualquer tipo de creme, pintura, maquiagem, base e filtro solar na área a ser tratada.

O medicamento em apresentação de creme é aplicado sobre a região acometida e penetra seletivamente nas células cancerígenas e pré-cancerígenas. Após a aplicação do creme, cobre-se a região com um curativo de plástico e papel alumínio para melhorar a absorção e impedir a penetração de claridade. Esse curativo deve permanecer intacto durante 3 horas. Nesse intervalo o paciente pode permanecer na clínica ou ir para casa.

Após 3 horas, retira-se o curativo e o creme é ativado por uma luz vermelha chamada Aktilite, que provoca uma reação química nos tecidos que promove a destruição de células malignas e pré-malignas, visíveis e invisíveis. A aplicação da luz vermelha dura 8 minutos.

Após o procedimento, a pele fica avermelhada e levemente inchada. Estes efeitos podem permanecer por dois dias e durante esse período é importante evitar a exposição ao sol. Se houver ardor após a aplicação, compressas frias poderão ser feitas no local. O paciente pode retornar às suas atividades normais logo após o tratamento.

São necessárias de uma a duas aplicações, com intervalo de 15 a 30 dias. O controle de cura feito três meses após a última aplicação é fundamental.

Vantagens da Terapia Fotodinâmica:

O principal benefício desse tratamento é não ser invasivo, não deixar cicatriz e conseguir, com apenas uma ou duas aplicações, limpar toda a área acometida, promovendo a melhora das áreas expostas ao sol que possam apresentar predisposição ao câncer da pele. É um tratamento tanto preventivo quanto curativo, ideal para quem tem lesões múltiplas e extensas. Outro importante benefício é o resultado estético, uma vez que a técnica promove uma melhora significativa da qualidade da pele da região tratada

Open chat
DRA. JÚLIA KIPPERT

- Título de especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia;

- Membro efetivo titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia - SBD;

- Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica – SBCD;

- Graduada em Medicina pela Universidade Federal de Rondônia – UNIR;

- Residência Médica em Dermatologia na Universidade Estadual de Londrina - UEL;

- Especialização em Cosmiatria Dra. Bruna Bravo no Rio de Janeiro;

- Fellow em Beleza Funcional;

- Pós-graduanda em tricoses e onicoses (cabelo e unha).

DRA. BRUNA CÔRTES

Graduação em Medicina na Universidade de Brasília.

Residência médica em Dermatologia no Hospital Universitário de Brasília.

Especialista em Radioeletrocirurgia e Indução percutânea de Colágeno com Agulhas.

Especialista em Dermatoscopia Avançada e Dermatopatologia.

DRA. TAINAH DE ALMEIDA

Graduação na Universidade Católica de Brasília (UCB), Brasília - DF

Residência Médica em Dermatologia no Hospital Regional da Asa norte (HRAN), Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal (SES-DF)

Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e Associação Médica Brasileira (AMB)

DRA. MARIANA QUEIROZ

Residência Médica em Clínica Médica pela Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo - SP

Especialização em Dermatologia pela Universidade Lusíada - Santos - SP ( Credenciada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia - SBD)

Membro Titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia