O que é Acantose nigricans?

Anualmente são registrados 2 milhões de casos em todo o Brasil

A acantose nigricans se dá pelo surgimento de manchas escuras e aveludadas na pele, que costumam aparecer comumente em áreas de dobras, como nas axilas, virilha e no pescoço. O paciente apresenta também comumente coceira no local. Em sua grande maioria ocorre em pessoas obesas ou diabéticas, com quadro de resistência à insulina, tendo sua maior incidência a partir de 19 anos de idade. Nestes casos, é mais propriamente chamada de pseudoacantose nigricans, por estar relacionada a patologias endocrinológicas benignas e aumento de peso.

Todavia, o médico dermatologista da Clínica Monte Parnaso, Luciano Morgado, explica que, em casos raros, na chamada “acantose nigricans maligna”, pode ser um sinal de alerta de um tumor cancerígeno em órgão interno, como o estômago ou o fígado, ou também de linfomas ou melanoma. “O tratamento requer um diagnóstico médico para apontar a melhor solução de reverter o caso e também melhorar a pele”, esclarece. “Na parte cutânea, podem ser associados clareadores e laser para amenizar as manchas, mas é fundamental uma investigação das causas do problema. ”

Outra atitude que pode ajudar no tratamento é a perda de peso. Nos casos relacionados com obesidade e resistência à insulina, o emagrecimento contribuirá para amenizar tanto o quadro cutâneo quanto a resistência à insulina.

Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *

Open chat
DRA. JÚLIA KIPPERT

- Título de especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia;

- Membro efetivo titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia - SBD;

- Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica – SBCD;

- Graduada em Medicina pela Universidade Federal de Rondônia – UNIR;

- Residência Médica em Dermatologia na Universidade Estadual de Londrina - UEL;

- Especialização em Cosmiatria Dra. Bruna Bravo no Rio de Janeiro;

- Fellow em Beleza Funcional;

- Pós-graduanda em tricoses e onicoses (cabelo e unha).

DRA. BRUNA CÔRTES

Graduação em Medicina na Universidade de Brasília.

Residência médica em Dermatologia no Hospital Universitário de Brasília.

Especialista em Radioeletrocirurgia e Indução percutânea de Colágeno com Agulhas.

Especialista em Dermatoscopia Avançada e Dermatopatologia.

DRA. TAINAH DE ALMEIDA

Graduação na Universidade Católica de Brasília (UCB), Brasília - DF

Residência Médica em Dermatologia no Hospital Regional da Asa norte (HRAN), Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal (SES-DF)

Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e Associação Médica Brasileira (AMB)

DRA. MARIANA QUEIROZ

Residência Médica em Clínica Médica pela Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo - SP

Especialização em Dermatologia pela Universidade Lusíada - Santos - SP ( Credenciada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia - SBD)

Membro Titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia