Eletrocoagulação

A eletrocoagulação de lesões cutâneas é um procedimento cirúrgico muito utilizado no dia a dia pelos dermatologistas. Consiste na destruição de lesões com o uso do aparelhos de eletrocoagulação, como o Hyfrecator e o Wavetronic. Estes aparelhos produzem um feixe eletrônico que destrói o tecido pela desidratação, ruptura e carbonização das células.

O procedimento requer anestesia prévia injetável ou tópica. Pode ser associado a curetagem para remoção do tecido eletrocoagulado, seguindo-se de uma segunda eletrocoagulação, mais suave, para interromper o sangramento.

Logo após a sua realização forma-se uma crosta escura que é eliminada, gradativamente, com a cicatrização da ferida cirúrgica, em um período aproximado de uma a duas semanas.

Shaving + Eletrocoagulação

A eletrocoagulação pode ser combinada com a técnica de shaving, realizada previamente  para retirada parcial da lesão a ser tratada, resultando em ótimo resultado estético para o tratamento de diversas lesões benignas da pele, como os nevus celulares, popularmente conhecidos como “sinais”.

Entre as diversas lesões dermatológicas que podem ser tratadas com a eletrocoagulação podemos citar as verrugas, nevus celulares (“sinais”), ceratoses seborreicas, fibromas, siringomas e hiperplasias sebáceas.

Open chat